CASA-MUSEU

A “Casa-Nova”, que o Eng. António de Almeida habitou desde 1935, tornou-se sede da Fundação e Museu Eng. António de Almeida.

O Museu, inaugurado a 20 de Julho de 1973, reúne coleções de mobiliário, porcelanas, tapeçarias, ourivesaria, relojoaria, pratas, bronzes dourados, pintura, desenho, gravura e numismática.

O acervo do Museu foi sempre adquirido pelo Instituidor, com o prévio parecer de antiquários e peritos, de França, Inglaterra, Irlanda, Suíça e Portugal.

O Museu revela ao visitante o seu inequívoco cariz de Casa-Museu. A disposição e decoração dos espaços, à exceção daquele onde se encontra o cofre com os expositores da coleção de numismática, são próprios de uma habitação familiar, pois que o Instituidor determinou que se mantivesse, tanto quanto possível, o arranjo decorativo e, bem assim, a fisionomia original do interior da casa ao tempo em que esta fora sua residência.
O visitante fica, assim, a conhecer os aposentos em que quotidianamente viveu o Instituidor, como os seus gostos e preferências, o que é relevante para se aferir da sua personalidade e do seu estilo de vida.